Internet 5G: O que muda na migração da internet 4G para o 5G em áreas rurais?

Estamos sendo recentemente bombardeados de notícias indicando que a mais nova geração de internet deve enfim alcançar o Brasil: a mudança do 4G para o 5G!

A internet é um ramo que está em constante evolução. A quinta geração da rede móvel promete trazer consigo não somente mais velocidade e estabilidade na rede, mas também permitirá revolucionar a forma como interagimos com o mundo, por meio de novas aplicações e serviços.

Internet 5G

Fonte: Jornal Económico

Sabendo que a internet 5G tem a promessa de transformar a comunicação, logo nos perguntamos quando esta migração acontecerá para o ambiente rural. Fato é que, enquanto o debate sobre a internet 5G no Brasil só aumenta, no campo, a falta de cobertura de internet — 2G, 3G e 4G — é ainda uma dura realidade, mesmo com muitos avanços.

Entender efetivamente o que é internet 5G, quais os benefícios da transição do 4G para o 5G, quando e como ela estará disponível no Brasil é importante para se manter atualizado e tomar decisões sobre buscar esta solução para sua propriedade. 

Agora, para entender melhor o assunto, confira o conteúdo que preparamos para você. Boa leitura!

 

Mas afinal, o que é Internet 5G?

Quando nos referimos à internet 5G, estamos falando da quinta geração de redes de dados móveis. O 5G é o mais recente padrão tecnológico para serviços móveis e a Anatel trabalha para sua total implementação no Brasil

Contudo, precisamos compreender que o 5G não é uma revolução, mas sim, uma evolução na proposta de conexão da internet. Na verdade, as redes 5G serão integradas com o 4G e com tecnologias de rede alternativas (banda larga fixa) para viabilizar uma conectividade difundida.

Além disso, essa tecnologia foi desenvolvida para permitir conectividade em regiões com múltiplos dispositivos navegando com altas taxas de troca de dados.

A Internet 5G é tão esperada que o presidente da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), Leonardo Euler de Morais, transmitiu uma mensagem por meio de um vídeo no canal da Agência sobre a chegada da internet 5G no Brasil.

Diferentemente da internet 4G — que revolucionou a velocidade da comunicação móvel e buscou atender diretamente as pessoas — a internet 5G trará mais benefícios para as indústrias.

Segundo a Anatel, diferentemente das mudanças nas gerações passadas (2G, 3G e 4G), o foco desta tecnologia não está somente no incremento de taxas de transmissão, mas também na especificação de serviços que permitam o atendimento a diferentes aplicações. 

Assim como ocorreu com o 4G, que introduziu diferentes modelos de negócios e a “era dos aplicativos”, os avanços que virão com a internet 5G devem ocorrer com o passar do tempo, à medida que diferentes segmentos comerciais encontrarem soluções para atender às suas necessidades e às demandas das pessoas e dos negócios.

Para quem quer se aprofundar mais sobre o tema, a Agência criou um ambiente em seu site oficial especificamente sobre a temática de internet 5G, o espaço 5G.

Quando chega a Internet 5G no Brasil?

A Anatel esteve trabalhando nos últimos períodos buscando regularizar e leiloar as frequências de operação da 5G no país e recentemente aprovou um edital para licitação de tecnologia.

 

Conhecido como o maior leilão de radiofrequências da história do Brasil, o leilão do espectro 5G possui como uma das obrigações a serem cumpridas pela vencedora, disponibilizar 5G em todas as capitais do Brasil até 2022, além de democratizar a tecnologia 4G para áreas pouco ou não servidas de internet.

Internet 5G

Fonte: TV Brasil

O governo vem tratando o leilão do 5G como prioridade para 2021. Ou seja, com a expectativa de o leilão acontecer no segundo semestre de 2021, deveremos contar com internet 5G nas 27 capitais no ano seguinte. 

Para o Ministro das Comunicações, a previsão é de que, até 2029, o Brasil possa contar com 44 mil antenas de comunicação 5G.

Embora o leilão ainda não tenha acontecido, podemos aproveitar informações de testes de internet 5G no mundo e até mesmo aqui no Brasil. A companhia de telecomunicações TIM, por exemplo, já realizou diversos testes de internet 5G no país.

Como funciona a Internet 5G no campo?

A transição para a internet 5G não será drástica e, como vimos, o processo iniciará nas capitais e regiões mais populosas do país, que demandam — além da velocidade e alta estabilidade — maior capacidade do fornecimento de internet.

Fonte: Governo do Brasil 

O Programa ‘Ciência é Tudo’ do canal televisivo TV Brasil apresentou um episódio sobre os impactos que a internet 5G promoverá no agro brasileiro. O vídeo pode ser assistido na íntegra aqui.

Estudo realizado pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ/USP) e apresentado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), mostra os gargalos digitais no campo e apresenta os desafios brasileiros a serem superados. 

A pesquisa, chamada de Cenários e Perspectivas da Conectividade para o Agro, mostra, por exemplo, que a cobertura de conectividade no setor — incluindo o modelo de telecomunicações 2G, 3G ou 4G — é de apenas 23% e, que para atingir um cenário de 50% da demanda de conectividade no meio rural, será necessário instalar pelo menos 4.400 antenas no país. 

Para atingir a cobertura de 80% a 90% de sinal digital no campo, seria necessária a instalação de 15.182 antenas.

E apesar da demora na instalação da internet 5G no Brasil, o país se prepara para a chegada da tecnologia, com demonstrações como a realizada em maio deste ano (2021), na qual foi inaugurada a primeira antena 5G em área rural na fazenda modelo do Instituto Mato-Grossense de Algodão (IMAmt), em Rondonópolis (MT).

Instalada pela Nokia, a antena de internet 5G foi executada em caráter experimental, trazendo uma “prévia” dos benefícios da tecnologia inserida em um dos setores mais importantes para a economia do país.

Ainda que a internet 5G não esteja disponível no campo, em virtude do seu potencial, diversos benefícios quanto ao seu uso já foram mapeados, tanto que já falamos dos 7 benefícios que o 5G rural pode trazer à sua propriedade.

Vale a pena esperar pela internet 5G?

Nós, da ConectarAGRO, entendemos que, embora o 5G venha a beneficiar o agronegócio, sua implementação para as áreas rurais brasileiras será gradativa e se estenderá por anos até obter uma cobertura plena. Contudo, o 5G é uma evolução natural da tecnologia 4G, ou seja, os investimentos em infraestrutura para viabilizar o 4G hoje, serão aproveitados no futuro.

Promover soluções tecnológicas para estimular a expansão do acesso à internet em diferentes regiões agrícolas brasileiras, conectar pessoas, máquinas e coisas é o nosso propósito.

Por isso, e considerando as necessidades do agro, a rede 4G / LTE associada ao NB-IoT podem abordar quase todos os casos de uso e aplicações no contexto atual do segmento agrícola no Brasil, atendendo assim todas as necessidades do agronegócio.

Assim, as características técnicas do NB-IoT (e suas evoluções) podem suportar as demandas atuais e futuras, considerando os objetivos de desempenho / operação ao comparar os requisitos 4G versus 5G.

Outro aspecto importante é observar que a 4G / LTE já pode atender também a diversos objetivos (técnicos e de desempenho) exigidos também para aplicações 5G, ou seja, a implementação da infraestrutura 4G — que já supre as necessidades do agronegócio brasileiro — serve de base para uma migração à tecnologia 5G, em um processo que ocorrerá de forma natural. 

E você, que é produtor rural, qual sua expectativa sobre a chegada da internet 5G na sua propriedade? Comente embaixo! 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.