4 benefícios que a internet 4G rural pode trazer a sua propriedade

A Internet 4G, quando associada à agricultura digital, é o fator facilitador para conectar muitos dispositivos que vão aperfeiçoar várias atividades realizadas no campo

Na atualidade, a conectividade, via internet 4G, vem sendo considerada, por muitos, como o principal lubrificante de uma grande engrenagem chamada agronegócio.

Para isso, a necessidade de ampliação das instalações da internet 4G na área rural tem reunido esforços conjuntos do poder público, privado, fundações e institutos de pesquisa. Estes esforços objetivam identificar quais são as necessidades dos produtores rurais e relacioná-las às soluções mais eficientes para realizar uma cobertura de internet 4G mais abrangente dentro do território nacional.

Inicialmente é válido destacar os resultados mais recentes sobre o acesso à internet no campo. O levantamento da PNAD TIC apontou um crescimento de 3,6 pontos percentuais na utilização da tecnologia, indicando que 55,6% dos domicílios da área rural estão conectados.

Outra informação em destaque na pesquisa são os números de domicílios que utilizam a banda larga móvel 3G ou 4G, 81,2% até o ano de 2019. De lá para cá foram desenvolvidas muitas soluções, porém, ainda há muito trabalho a ser realizado.

Nesse sentido, um levantamento apresentado em 2020 pelo MAPA destaca 2 cenários: o primeiro seria o uso de 4.400 torres construídas no país, aguardando a instalação de antenas, o que cobriria cerca de 24,49% da necessidade de conexão no campo. E o segundo cenário contaria com a instalação de mais 15.182 conjuntos torre/antena, de forma a cobrir os 75,51% restantes.

Ainda que os números não sejam conclusivos, fornecem condições para uma avaliação mais detalhada do cenário de conectividade no espaço rural brasileiro.

Com base nessa perspectiva, é preciso compreender as funcionalidades da internet 4G e como essa tecnologia contribuirá para o desenvolvimento do setor produtivo de áreas rurais brasileiras. 

Aplicações e qualidade do sinal da internet 4G

A internet 4G se caracteriza por ser a quarta geração da telefonia móvel. Ela utiliza a tecnologia LTE (Long Term Evolution) para proporcionar maior qualidade e velocidade de tráfego dos dados compartilhados entre os dispositivos eletrônicos.

Esses diferenciais, em relação às tecnologias anteriores (2G e 3G), são fundamentais para a execução das atividades rurais. Afinal, o produtor precisa de conexão consistente e estável para ter acesso a dados de diagnóstico, manejo do solo e controle da colheita.

 

internet 4g

Internet 4G Rural – crédito: TIM

Ainda assim, é necessário averiguar a disponibilidade dos serviços de internet 4G na região, visto que algumas modalidades ainda têm dificuldade para funcionar, principalmente em regiões montanhosas ou em fundos de vale.

Para essas situações, a internet móvel rural tem se apresentado como a melhor alternativa, já que as operadoras estão desenvolvendo soluções para proporcionarem melhores condições de acesso aos moradores do campo.

Um exemplo prático foi disponibilizado pela operadora TIM. Trata-se do Live INTERNET Rural, um serviço de banda larga que não necessita de cabeamento, por utilizar a frequência 700Mhz da rede 4G. Desse modo, o acesso é feito com um chip que é conectado ao modem e ligado na tomada.

Reflexos da Internet 4G rural nos lucros agropecuários

No levantamento que citamos inicialmente pelo MAPA, além da análise da infraestrutura da rede, foi realizada uma pesquisa sobre o potencial impacto da internet rural na produção agropecuária nacional.

Utilizando recortes como acesso à infraestrutura e condições socioeconômicas, foram simulados os resultados do Valor Bruto da Produção (VBP), caso as atividades agrícolas fossem otimizadas com as tecnologias proporcionadas pela internet 4G.

Caso a capacidade ociosa das 4.400 torres estivesse em uso, o VBP seria 4,5% maior do que o registrado no ano da pesquisa, somando R$ 21,09 bilhões. Além disso, o cálculo contabilizou a alcance ampliado com mais 15.182 linhas de transmissão. O resultado foi ainda maior, registrando um lucro de R$ 44,64 bilhões, representando crescimento de 9,6% na lucratividade total do setor.

internet 4G

Conexão no campo – crédito: Olhar Digital

Os responsáveis pelo estudo confirmaram que o crescimento nos dois cenários seria possibilitado pelo acesso à internet 4G e a adoção de tecnologias mais produtivas associadas à conectividade.

Em outras palavras, se o produtor coloca em uso as funcionalidades da agricultura 4.0, os resultados são observados desde o planejamento até o lucro final com a produção agrícola.

No vídeo produzido pela Embrapa Agricultura Digital (apresentado a seguir) é possível verificar as pesquisas e soluções que estão sendo desenvolvidas para auxiliar o agricultor brasileiro.

Benefícios da Internet 4G rural na propriedade

Nos tópicos anteriores, destacamos a importância da tecnologia 4G rural para as atividades agrícolas, os desafios para aumentar a cobertura no território nacional e os impactos na lucratividade da produção via maior acesso à conectividade.

Os ganhos produtivos e financeiros são alcançados com as soluções disponibilizadas pela agricultura 4.0, conceituada como um conjunto de métodos computacionais de alto desempenho, aplicados no manejo de atividades agropecuárias.

Sendo assim, a conexão à internet 4G possibilita a aplicação de diversos sistemas, tais como:

  •         Rede de sensores;
  •         Comunicação máquina para máquina (M2M);
  •         Conectividade entre dispositivos móveis:
  •         Computação em nuvem; e
  •         Sistemas que processam grandes volumes de dados (Big Data).

Todas essas tecnologias e funcionalidades atuam diretamente no crescimento dos índices de produtividade, eficiência no uso de insumos, redução de custos com mão de obra, além de melhorarem a qualidade das condições de trabalho e segurança das equipes de campo.

Com essa perspectiva vamos elencar quatro benefícios decorrentes do acesso à internet 4G rural:

  1. Monitoramento climático:

Considerando que os resultados da produção agrícola estão diretamente ligados às condições climáticas, pode-se afirmar que o uso de sensores contribui de forma positiva para o planejamento e diagnóstico das lavouras.

Com esses aparelhos conectados à rede de Internet 4G é possível ter um diagnóstico mais detalhado das previsões climáticas, auxiliando na tomada de decisões sobre antecipação ou adiamento do período de plantio ou da colheita, por exemplo.

  1. Análise geoespacial:

Por meio de mapas de produtividade gerados por drones é possível fazer o levantamento/monitoramento dos recursos naturais (vegetação nativa), mapeamento do uso e cobertura do solo talhão por talhão, entre outras informações.

Os documentos gerados pelos drones são enviados para centrais de monitoramento via internet 4G, com eles sendo divididos em diferentes grupos de dados, como por exemplo, mapas de produtividade e de colheita.

  1. Controle de pragas e doenças:

A internet 4G presente na fazenda será também uma grande aliada para que o produtor possa usar softwares específicos para o controle de pragas e doenças em lavouras.

Com a transmissão dos dados via internet 4G, os responsáveis técnicos terão a possibilidade de agir de forma rápida, permitindo que apliquem soluções que tenham efetividade no manejo das doenças. Além disso, tais softwares recomendam o uso racional de defensivos agrícolas, de forma a evitar danos aos trabalhadores e ao meio ambiente.

  1. Gestão do maquinário agrícola:

Os softwares responsáveis por gerar dados de telemetria e que estão disponíveis para tratores, plantadeiras e colheitadeiras estão cada dia mais conectados à rede.

Eles garantem ao agricultor a possibilidade de otimização no tempo de trabalho, planejamento das rotas de plantio e colheita, além de alertarem, em tempo real, sobre possíveis problemas nas máquinas ou a necessidade de reabastecimento.

  1. Piloto automático

Outro dispositivo de alta funcionalidade e que é possível via Internet 4G é o piloto automático. Essa tecnologia permite o direcionamento automatizado das máquinas agrícolas, de acordo com a necessidade de alteração no deslocamento (mudança de faixas de plantio ou colheita).

Com um sistema composto por antena receptora, monitor, módulo de navegação e motor elétrico, o piloto automático coleta informações diretamente do campo e transmite em tempo real aos responsáveis.

A chefe-geral da Embrapa Agricultura Digital, Silvia Massruhá, destaca os benefícios da convergência digital e reforça que os resultados são vantajosos para toda sociedade.

Como conseguir o melhor sinal de internet?

É importante reforçar que os benefícios destacados neste artigo são apenas algumas das soluções proporcionadas pela agricultura digital. Contudo, para que possam ter pleno desempenho necessitam de uma conexão à internet que reúna estabilidade e boa capacidade de transmissão de dados.

A recomendação para os produtores que desejam melhorar as condições do sinal de internet 4G ou ainda, implantar a tecnologia na propriedade rural é primeiramente, realizar um estudo de viabilidade de sinal.

internet 4G

Conexão 4G – crédito: Globo Rural

Essa análise deve ser feita com orientação de técnicos especializados que poderão indicar a melhor solução, localizando as torres mais próximas, quais operadoras oferecem o serviço na região e identificando os tipos e a potência dos equipamentos necessários à instalação.

Em síntese, a internet 4G pode impulsionar a produção agropecuária em todas as etapas produtivas, contudo o maior desafio do produtor ainda é o acesso à tecnologia.

Como vimos, as iniciativas para melhorar esse cenário de baixa conectividade estão em andamento e vão incrementar ainda mais a produção agrícola nacional e este é o caso da ConectarAgro que fomenta e viabiliza o acesso à internet móvel 4G em todo o país.

E você produtor rural, já utiliza alguns dos benefícios proporcionados pela internet 4G?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.